Pesquisar este blog

terça-feira, 30 de abril de 2013

O VERBO INTERMEDIAR


"Os EUA intermediam a negociação entre os países". O verbo “intermediar” está usado corretamente?

As formas verbais em que o acento tônico recai na raiz são chamadas de “rizotônicas”; por exemplo: eu CANto, tu CANtas, ele CANta, eles CANtam. As formas verbais em que o acento tônico avança além da raiz são chamadas de “arrizotônicas”, por exemplo: nós cantAmos, vós cantAis.

Os verbos terminados em -ear têm o acréscimo da letra "i", colocada imediatamente após a sílaba tônica, nas formas “rizotônicas”.

O verbo “pentear”, por exemplo, tem a seguinte conjugação no presente do indicativo: eu penteio, tu penteias, ele penteia, nós penteamos, penteais, eles penteiam.

Já os verbos terminados em –iar não apresentam essa irregularidade na conjugação, como o verbo “criar”: eu crio, tu crias, ele cria, nós criamos, vós criais, eles criam. Ou o verbo “negociar”: eu negocio, tu negocias, ele negocia, nós negociamos, vós negociais, eles negociam.

Há, contudo, um grupo de verbos (mediar, ansiar, remediar, incendiar, odiar), terminados em –iar, que apresentam irregularidade semelhante à dos verbos terminados em –ear. Eu medeio, tu medeias, ele medeia, nós mediamos, vós mediais, eles medeiam.

A Gramática Histórica explica esse fato da língua como “a inclusão de uma vogal epentética nas formas rizotônicas”.

Assim, a frase correta é: "Os EUA intermedeiam a negociação entre os países".